Arquivo do mês: julho 2012

Diva, divaga, divagação

Ah meu destino. Esperei tanto tempo por ti.
Não me dava conta que tinha de buscar, te encontrar, te segurar!
Agora contigo me agarro visceralmente.
Qual de nós sobreviverá?
Não importa: “minha alma” agora sabe.
Tudo lhe entreguei!!!

Porto Alegre, 20 de julho de 2012